20150213181532_Iveco_hiway_16_alterado_.jpg.jpeg

Embora os caminhoneiros não sejam a maior parte dos motoristas nas estradas, eles são a parcela mais exposta a perigos devido à natureza do seu trabalho, que exige que estejam dirigindo diariamente por muito tempo. Uma matéria do Repórter Brasil aponta que os caminhoneiros são os trabalhadores que mais correm risco de vida. Para ajudar a preservar a saúde do caminhoneiro, preparamos este post com várias dicas. Confira:

Faça pausas para descanso

De acordo com estimativa do site Vias Seguras, o sono é uma das principais razões dos acidentes de trânsito, sendo responsável por cerca de 20% dos acidentes no Brasil e 30% das mortes no trânsito. O assunto é tão relevante que em 2012 foi instituída a lei nº 12.619, que regulamenta a profissão de motorista de caminhão, com bastante ênfase para a questão do descanso.

As dicas para se prevenir desse risco são simples:

  • dormir de 7 a 8 horas na noite anterior;

  • consumir alimentos leves durante a viagem;

  • tentar fazer paradas periódicas para se alongar e se hidratar.

Evite a todo o custo o consumo de álcool ou drogas.

Tenha uma alimentação saudável

Como mostramos acima, consumir alimentos gordurosos e pesados pode potencializar o risco de se sentir sonolento, aumentando o risco de sofrer um acidente. Mas o risco não se resume a isso. Uma alimentação incorreta pode levar à obesidade e outros problemas de saúde, principalmente no coração.

Longos períodos sem se alimentar tendem a diminuir o nível de glicose, necessária para manutenção da concentração e da atenção, podendo ocorrer sonolência, tonturas ou sensação de fraqueza.  

Cuide da postura

É normal que os motoristas permaneçam muito tempo dirigindo, e uma pesquisa rápida na internet mostrará inúmeras dicas de alongamento que podem ser feitas nos congestionamentos e durante as pausas em sinais vermelhos nas cidades.

Porém, como a dinâmica nas estradas é diferente, sem paradas frequentes, a estratégia a ser adotada é outra, devendo o motorista ter total atenção à sua postura durante a direção:

  • fique totalmente apoiado no encosto do banco, em um ângulo próximo de 90 graus;

  • quando segurar o volante, os braços devem ficar levemente dobrados. Segurar o volante no topo muda o alinhamento dos ombros;

  • pise na embreagem e no acelerador até o final. Ao fazê-lo, as pernas devem ficar levemente flexionadas.

Não consuma substâncias nocivas

O cigarro

Além dos males já conhecidos, o ato de fumar traz riscos imediatos quando se está dirigindo: as cinzas podem causar tosse ou irritação nos olhos, e há sintomas relativos à alta concentração de monóxido de carbono no ar, que são a diminuição da atenção, da visão periférica, da distinção de cores e da recuperação visual, no caso de ofuscamento por luzes. É bom saber também que, segundo o Código de Trânsito Brasileiro, dirigir utilizando apenas uma mão ou com os braços para fora do veículo é penalidade de grau médio.

O álcool

O álcool já é um vilão bem conhecido do trânsito, tido como a principal causa de acidentes e responsável por mais de 42 mil mortes no país em 2013, segundo dados do Governo Federal. O uso do álcool diminui severamente os reflexos do condutor, além de alterar seu estado de percepção e prejudicar a capacidade de tomada de decisões. Portanto, lembre-se: se for dirigir, não beba.

Hidrate-se sempre

Um estudo da Universidade de Loughborough, na Inglaterra, apontou que a desidratação equivale ao efeito de 0,8 mg/l de álcool no sangue de um motorista. Embora o dado seja preocupante, a solução é muito simples: tenha sempre uma garrafinha de água consigo e aproveite as paradas para consumi-la!

Tome cuidado com os medicamentos

Qualquer medicamento altera características ou condições do corpo humano, e em vários deles os efeitos colaterais contraindicam o ato de dirigir, por provocarem sonolência, alterações na capacidade psicomotriz, vertigem, euforia, entre vários outros sintomas. Se for preciso fazer uso de algum medicamento, leia atentamente a bula e esclareça ao seu médico sobre sua profissão para que ele possa dar orientações precisas.

Para que o trânsito seja cada vez mais seguro, é preciso que a saúde do caminhoneiro esteja sempre em primeiro lugar. Se você quer estar sempre informado sobre o mundo das estradas, curta a nossa página no Facebook e acompanhe as atualizações!

 

Deixe um comentário