Depositphotos_49498411_m-2015.jpg.jpeg

Uma questão que gera muitas discussões entre os caminhoneiros e também entre donos de frota é sobre a vida útil de um caminhão. Apesar de todas as opiniões, os engenheiros e mecânicos são unânimes em responder essa questão: diversos fatores devem ser avaliados antes de dar uma resposta mais concreta.

A suspensão do veículo, a tração, os pneus e até o tipo de aplicação podem prejudicar a vida útil de um caminhão. Mas o fator que mais deve ser levado em consideração para avaliar a vida útil de um caminhão é a frequência com que as manutenções preventivas são realizadas. Nesse post vamos te ajudar a saber qual a vida útil do seu caminhão e como preservá-la. Continue lendo!

Como aumentar a vida útil do caminhão?

A vida útil de qualquer veículo vai depender do modo como é utilizado desde o início. Além de cuidados em seguir as orientações do fabricante com relação a peso de carga, é importante que proprietários de caminhões se preocupem em realizar todas as manutenções preventivas no tempo preestabelecido.

Muitos motoristas esperam que algum problema ocorra para depois procurar um mecânico, essa atitude faz com “pequenos problemas” se acumulem e aumentem significativamente os custos de uma manutenção. Por isso, enfatizamos a importância de realizar com frequência as manutenções corretivas. Além de manter o seu caminhão sempre com aparência de novo, vai proporcionar mais segurança para o motorista e também para a carga.

Quais os tipos de manutenção preventiva e os benefícios de fazê-la?

Manutenção preventiva de um caminhão não significa apenas realizar a troca de óleo e filtros. É preciso também realizar regulagens em geral, reapertos, verificação dos pneus, conjunto reboque, regulagem do sistema de freios, entre outras. É importante mencionar como uma simples regulagem de freios poderá representar uma redução significativa do desgaste da lona de freio. Uma redução que vai apresentar melhorias da eficiência, diminuindo o risco de acidentes e garantindo a entrega da carga com mais agilidade e segurança.

A realização correta das manutenções preventivas pode trazer vários benefícios para o caminhão. A economia é um dos fatores que pode animar os donos de frota a fazer essas manutenções, mas não é o único! Outro fator que se torna ainda mais vantajoso é o aumento considerável da vida útil do caminhão.

Como identificar problemas por falta de manutenção?

É possível identificar alguns sinais do fim da vida útil do motor de um caminhão. O alto consumo de óleo lubrificante, elevado ruído do motor, excesso de fumaça sendo expelida pelo escape e baixa potência. Esses são sinais que apontam para o fim da vida útil do motor. Em casos como esses, o motor poderá ser reparado em uma retífica especializada. Ao realizar uma retífica, é possível reestabelecer as características do motor como desempenho e durabilidade. A retífica é um tipo de manutenção que trabalha com bastante rigor em relação às medidas do motor.

A vida útil de um caminhão depende unicamente de como o proprietário e motorista zelam pelo veículo. Não existe um limite de tempo para a vida útil de um caminhão. Há quem diga que um caminhão, assim como um carro, pode rodar com o mesmo desempenho e segurança durante décadas. Enfim, para que você possa utilizar o seu caminhão o maior tempo possível, é fundamental que as orientações do fabricante sejam respeitadas e as manutenções preventivas sejam realizadas corretamente.

Veja aqui o que você deve considerar antes de fazer consórcio de caminhão!

Deixe um comentário