truck spares icons set

Quando se gerencia frotas de qualquer tamanho, é preciso pensar nos caminhões que a integram como ferramentas que, para continuar gerando valor para a empresa, precisam estar o máximo de tempo disponíveis para o trabalho. Mas e quando algum dos caminhões apresenta defeitos? É chegada a hora de realizar a manutenção do veículo — utilizando, preferencialmente, peças originais. Neste post, mostraremos os motivos. Acompanhe:

As peças originais se encaixam melhor

Após a quebra de qualquer peça, é preciso substituí-la para que o caminhão continue em operação, não é mesmo? Mas somente as peças originais terão as medidas exatas pois, na maioria dos casos, as paralelas são fabricadas a partir de moldes copiados das originais, correndo o risco de haver pequenos desvios no resultado.

Isso significa que somente as originais trabalharão, no conjunto, em perfeita harmonia com os demais componentes do caminhão. Ao utilizar peças paralelas, qualquer pequeno desvio pode causar desgaste prematuro da peça, fazendo necessária uma nova troca em um menor espaço de tempo ou até mesmo influenciado no funcionamento de outros componentes.

Se você é gestor de frotas, sabe bem o quanto custa cada dia que o caminhão fica na garagem, não é mesmo?

As peças originais duram mais

À primeira vista as peças paralelas podem parecer iguais às originais. Porém, é importante lembrar que o material de que são feitas as peças originais são de qualidade superior.

É fundamental ter em mente que cada peça especificada pelo fabricante do veículo é testada à exaustão nas mais variadas condições para garantir que durem o maior tempo com a máxima eficiência.

É possível dizer que dificilmente uma fábrica de peças paralelas conseguirá reproduzir exatamente a composição dos materiais utilizados na fabricação das peças originais, o que é fundamental para a durabilidade — tanto da peça quanto do conjunto.

Batentes, por exemplo, tem que utilizar materiais de alta qualidade que permitam grande durabilidade sem que se façam muito rígidos, o que poderia danificar os componentes que se pretende amortecer.

As peças originais têm maior garantia

A maior parte dos veículos novos perderá a garantia caso se faça sua manutenção utilizando partes não originais. Além disso, os fabricantes homologados geralmente oferecem garantia mais extensa que as fábricas de peças paralelas.

As peças originais geram mais economia

Existe um mito de que peças originais são mais caras que as peças paralelas, mas não é bem assim. Hoje em dia muitos fabricantes de veículos ou de peças homologadas mantém preços competitivos em relação às peças paralelas.

Também é preciso levar em conta que a frequência de manutenções gera custos para a empresa, tanto diretos quanto indiretos. Basta pensar que se um caminhão estraga muitas vezes, a empresa gastará com a compra de componentes e mão de obra. Mais do que isso, é preciso calcular o quanto se deixa de ganhar pelo tempo que o veículo permanece indisponível.

Há ainda o custo imensurável à imagem da empresa devido ao risco de atrasos nas entregas dos serviços. É essencial para o crescimento da empresa que ela seja conhecida no mercado pela excelência dos serviços prestados.

O uso de peças paralelas pode parecer vantajoso a curto prazo. Porém, a médio e longo prazo, influencia no aspecto financeiro e até mesmo no controle de riscos.

Você acha que a preferência pelas peças originais é um investimento mais inteligente do que compra de peças paralelas? Compartilhe conosco a sua opinião. Deixe um comentário.

Deixe um comentário