open-uri20160628-6-1wmo7xa.jpeg

O caminhão é usado como fonte de renda para muitas pessoas, sendo preciso que o veículo esteja sempre em boas condições de realizar os fretamentos. Porém, quando isso não acontece, é preciso fazer a troca do veículo e, muitas vezes, o financiamento de caminhão acaba sendo a melhor opção para adquirir o novo bem.

Com seus prós e contras, o financiamento de caminhão pode ser a alternativa mais viável, mas, antes de decidir por ele, é preciso levar diversos fatores em consideração. Por isso, veja alguns pontos que você deve observar antes de decidir por essa saída:

Você precisa desse veículo agora?

É preciso pensar bem no motivo de você estar querendo um novo caminhão agora. Sem que esse fator seja levado em consideração, nunca se deve fazer a troca. Pode até parecer um pouco óbvio, mas há pessoas que solicitam um financiamento por impulso ou simplesmente porque querem um veículo novo, mas não têm a necessidade de trocá-lo ainda.

Se, por exemplo, você precisa de um caminhão novo porque o seu está apresentando muitos problemas mecânicos ou não atende mais às necessidades dos seus clientes, por causa do tamanho ou do tipo de carroceria, aí estão boas razões para que você faça a compra.

Agora, se deseja apenas comprar um novo porque foi lançado um modelo mais moderno ou que você ache mais bonito, lembre-se de que esse pode ser um gasto desnecessário no momento e de que isso pode acarretar em despesas que, no futuro, talvez lhe prejudiquem.

Você tem estabilidade financeira?

Ao fazer um financiamento de caminhão, você irá assumir mais uma conta e é preciso que tenha condições financeiras para tanto. Se o orçamento está apertado ou se tem muitas dívidas, é melhor primeiro se organizar e quitar as contas mais altas, para somente depois pensar em assumir novos compromissos.

Pense também em como anda a situação profissional e o mercado. Considere se não há risco de perder o emprego ou clientes importantes, pois, caso isso ocorra, ficará mais difícil manter o financiamento em dia.

Você considerou mais de uma opção de financiamento?

Quando se vai financiar é preciso, primeiro, pesquisar bem quais são os meios disponíveis no mercado. O BNDES conta com opções para autônomos e empresas adquirirem esse bem, porém, não é sua única escolha e pode não ser a mais vantajosa. Os bancos também oferecem recursos e até mesmo as montadoras estão dispostas a negociar valores e prazos.

Nesse caso, vale a pena comparar quais são as taxas cobradas por cada um deles e as condições de pagamento que oferecem, porque esses fatores influenciarão no valor total do caminhão. Dependendo do caso, pode-se ter uma diferença considerável de valores por conta dos juros. E, claro, verifique se as parcelas caberão no seu orçamento antes de optar pelo financiamento que julgar mais vantajoso.

Você consideraria um veículo usado?

É preciso pensar bem se realmente vale a pena comprar um caminhão novo, que já se desvaloriza cerca de 20% ao sair da loja, ou se, no seu caso, compensaria mais adquirir um veículo usado. No caso deste último, é preciso verificar com atenção as condições do veículo para evitar dores de cabeça com problemas que ele possa apresentar em pouco tempo devido a falhas despercebidas na hora da compra.

Ao analisar os pontos positivos e negativos de cada uma das situações com as quais você deve se deparar, o melhor é ter calma e paciência, pois tomar uma decisão sem pensar pode resultar em arrependimentos posteriores. Informação nunca é demais.

Analise ainda outros fatores, como o histórico de cada vendedor com quem você entrar em contato e que esteja lhe oferecendo um produto, qual o preço da manutenção dos veículos que você está considerando adquirir, se será possível arcar com o seguro, se há benefícios oferecidos pela empresa (como isenção de IPVA ou algum desconto) etc.

Qualquer que seja sua decisão, não haja precipitadamente e, mesmo que não decida pelo financiamento de caminhão, aproveite para conferir nosso texto sobre os 10 mandamentos da direção econômica, que lhe ajudarão a aumentar a vida útil do seu veículo atual e a não gastar tanto com combustível. Boa leitura!

Deixe um comentário