Como estabelecer o preço do frete da sua frota?

como-estabelecer-o-preco-do-frete-da-sua-frota-948

O transporte de cargas pelas rodovias constitui uma das atividades econômicas mais importantes do Brasil: são mais de 70 mil transportadoras na estrada — isso sem contar os profissionais autônomos que rodam o país.

No post de hoje, responderemos uma das principais dúvidas de quem trabalha no ramo: “como estabelecer o preço do frete da minha frota?”. Continue com a leitura e evite os prejuízos!

O que é o frete?

O frete é o preço que se paga pela locação de qualquer veículo para o transporte de mercadorias e, de um modo geral, é o ato de transportar mercadorias de um município, estado ou país para outro.

Vale lembrar que quando o transporte de mercadorias ocorre dentro da mesma cidade, a ação é chamada de carreto. E, no Brasil, a maior parte dos fretes é feita por caminhões.

Que critérios as transportadoras devem usar para calcular o frete?

Os critérios variam conforme a empresa, pois os empreendimentos podem usar parâmetros muito específicos para determinar o valor final. Contudo, é possível achar semelhanças entre os critérios de empresas diferentes, visto que existem elementos comuns a todos os tipos de negócio, como:

  • Taxas a pagar;

  • Volume da carga;

  • Distância a ser percorrida.

Como fazer o cálculo?

Esse cálculo se baseia no custo por quilômetro de diesel consumido. Considere, por exemplo, que o valor médio do diesel S10 seja de 3,00 reais o litro. Um caminhão que faz 4 quilômetros por litro tem um custo de 75 centavos. Esse valor deve ser multiplicado pelo fator 3 (75 centavos x 3), resultando em 2,25 reais.

Portanto, esse é o valor que deve ser cobrado para cada quilômetro percorrido (ida e volta). Nesse cálculo, consideram-se três critérios importantes:

  • Custo do combustível;

  • Dinheiro reserva para custos com desgaste do caminhão (pneus, lubrificantes, problemas mecânicos etc.);

  • Lucro do dono.

Nesse caso, as taxas ou diárias não estão incluídas no cálculo. Veja quais são:

Frete peso

O peso bruto (peso da mercadoria) ou o peso cubado (volume ocupado) das cargas define o valor de frete conforme a sua modalidade.

Pedágio

É uma taxa cobrada baseando-se no caminho a ser percorrido pelo caminhão. A lei nº 10.209 determina que, no caso de cargas fracionadas, o custo do pedágio deve ser rateado.

Valores complementares

Certas taxas e impostos são agregados ao valor do frete de forma a compor o orçamento final:

  • Taxa de Gerenciamento de Risco (Gris): é cobrada a partir de uma porcentagem do valor da nota fiscal e sua finalidade é cobrir os gastos com recursos de combate ao roubo e prevenção do risco;

  • Taxa de Restrição ao Trânsito (TRT): sua finalidade é a cobrança de custos adicionais quando a coleta ou a entrega das mercadorias é feita em cidades que tenham restrições à circulação de veículos de transporte de carga ou mesmo à própria atividade de carga e descarga.

  • Taxa de Despacho: trata-se de uma taxa fixa que envolve custos operacionais e administrativos relativos ao despacho, coleta e entrega;

  • ICMS: Imposto sobre circulação de mercadorias e prestação de serviços de transporte sob a alçada do Estado.

Neste texto estão algumas variáveis importantes que devem ser consideradas no momento de estabelecer o preço do frete da sua frota. Como você tem calculado o frete dos seus caminhões? Conte para a gente nos comentários!

Deixe um comentário