Caminhoneiro_fique_por_dentro_dos_pedágios_mais_caros_do_Brasil.jpg.jpeg

Na hora de fechar um serviço ou um frete, os caminhoneiros precisam considerar diversas despesas, tais como: combustível, alimentação, paradas para descansar ou dormir e eventuais manutenções. Tantos gastos faz com que vários motoristas acabem se esquecendo de um custo que, por vezes, pode ser bastante elevado: o das tarifas de pedágios.

Você sabe quais são os trechos com preços mais salgados no país? Continue a leitura e descubra quais são os 4 pedágios mais caros do Brasil!

Sistema Anchieta-Imigrantes

Localizado em São Paulo, o sistema de pedágios administrado pela Ecovias é o mais caro do país. Segundo o IPEA, para cada 100 quilômetros rodados pelos motoristas é necessário desembolsar em média R$33,11. Este importante sistema liga a cidade de São Paulo a alguns dos principais municípios do litoral paulista, como Santos, Cubatão, Guarujá e Paia Grande.

Quando foi feita a concessão, a Ecovias foi obrigada a duplicar a rodovia dos Imigrantes — o que foi realizado em 2002. O sistema Anchieta-Imigrantes ainda conta com viadutos modernos que possibilitaram a redução do declive da pista facilitando bastante a vida dos caminhoneiros e principalmente aumentando a segurança.

ViaOeste

O segundo trecho mais caro do país também está localizado no estado de São Paulo, a ViaOeste, que engloba 169 quilômetros das rodovias Castello Branco e Raposo Tavares. O trecho é administrado pelo Grupo CCR — a antiga Companhia de Concessões Rodoviárias, maior concessionária de rodovias do Brasil. A ViaOeste liga a cidade de São Paulo a importantes cidades do interior paulista — como é o caso de Cotia, Barueri, Itu e Sorocaba.

De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, a ViaOeste cobra dos motoristas cerca de R$23,75 por cada 100 km rodados. Destaque para o pedágio localizado na rodovia Castello Branco na marginal do Tietê, que, por estar posicionado em um trecho urbano, recebe grande fluxo de motoristas provenientes de Barueri e Santana do Parnaíba com destino a capital.

Rodovia das Colinas

A terceira estrada mais cara do Brasil é a Rodovia das Colinas. Assim como as anteriores, também está localizada em São Paulo. O trecho de 307 quilômetros no interior paulista custa aos motoristas R$17,37 por cada 100 km rodados. A Rodovia das Colinas liga as cidades de Itu, Sorocaba, Tietê e Indaiatuba, região de grande importância para a economia do estado. A rodovia possui grande movimentação de caminhões que transportam etanol e carne bovina, mas mesmo assim mantém em boa qualidade suas estradas.

Rio-Teresópolis

O título de quarto trecho de pedágios mais caros do Brasil vai para a grande campeã do estado do Rio de Janeiro, a estrada Rio-Teresópolis. Apesar do nome, o trecho engloba também a divisa do estado de Minas Gerais com o Rio de Janeiro, cobrindo, no total, 142,5 km de estradas nos dois estados. A rodovia possui uma notória qualidade em toda a sua extensão, facilitando os caminhoneiros que trafegam entre a capital mineira e o estado do Rio.

A estrada fluminense, sob domínio da Concessionária Rio-Teresópolis (CRT), cobra cerca de R$16,35 para cada 100 km rodados.

Agora que você conhece quais são os trechos com pedágios mais caros do país, aproveite para ler 5 dicas de segurança para caminhoneiros na estrada!

 

Deixe um comentário